Autor: Nathalia Karl

Nathália é uma vítima de suas próprias frases mal alinhavadas que lhe rendem um retrato falado que não corresponde a realidade. Está lançado o desafio: Se não gostarem, processem-me.
Amor é prosa

Feliz dia dos namorados

Há quem diga que hoje é um dia comercial, dia de falsidade, dia de elevar pensamentos de benquerença para quem é amante ou corno, enfim. Dentro do meu discreto romantismo e do meu exacerbado humor, sigo achando que hoje é dia de usar e abusar do textão, da foto brega, da telemensagem, do balão de coração, dos buquês de flores, das caixas de bombom, até porque há quem se lembre que tem um bem querer apenas em datas especiais, e a vida é tão curta que devemos aproveitá-la, inclusive para amar.

Correspondência

Amizade

Hoje é dia de lembrar com alegria de muitas e tantas recordações de nossas trajetórias, que carregamos orgulhosos no peito, lembrar dos amigos que estão, dos que já se foram e daqueles que certamente estão por vir.

Divã-neando, Pensamentos crônicos, Relatório de Evidências

Acostume-se

Já repararam que, tal qual Cazuza, tem uma galera que está muito “até nas coisas mais banais pra mim é tudo ou nunca mais” e o “nunca mais” tem uma posição de destaque com uma pitada de antidemocracia total? Estou falando das incríveis pessoas que não conhecem as virtudes tônicas da simpatia, da boa educação e do carinho com o próximo, sem segundas e terceiras intenções.